Sejam Bem-Vindos!

Minha finalidade ao montar o blog foi criar um espaço de interação e troca de experiências. Onde nós professores possamos refletir sobre o uso das mídias na educação. Postando textos, vídeos, dicas de sites e blogs, entrevistas, jogos educacionais e muito mais.
Com o objetivo de enriquecer e diversificar o processo ensino/aprendizagem.
Participem dando sugestões e fazendo seus comentários.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Material de Química e Física - Gratuito

Hoje estava dando uma olhada em meus rascunhos do blog, onde geralmente guardo links interessantes para possíveis postagens e descobri esse do site Catraca Livre que ainda não tinha utilizado.

O blog Laboratório Didático Virtual, coordenado pela Faculdade de Educação da USP, disponibiliza material didático online gratuito nas áreas de Física e Química.


Excelente dica para professores e alunos do Ensino Médio!



 

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Porvir: "Professor precisa acreditar no recurso tecnológico"

Semana passada recebi um convite de Marina Lopes do site Porvir para participar da nova seção do site "Diário de Inovações", um espaço para professores compartilharem suas práticas.

Confira a matéria na íntegra AQUI e aproveite para conhecer melhor o site que é maravilhoso!



Agradeço a toda equipe do Porvir pelo carinho e pela oportunidade!


sábado, 25 de outubro de 2014

Reforma Ortográfica: Acentuação Gráfica

Minha amiga e professora de Língua Portuguesa, Cida Anselmé, pediu minha ajuda para pesquisar sobre Acentuação Gráfica. Material esse que poderia auxiliar seus alunos do EM a tirar possíveis dúvidas sobre o assunto.

Confira abaixo as principais regras nos sites UOL Educação e Racha Cuca.



Site Racha Cuca


Confira abaixo alguns vídeos:

Professora Rafaela Motta



Professor Sérgio Nogueira

Professora Letícia do Canal Curso Online Gratuito:

Confira também outros posts sobre esse assunto:



quinta-feira, 16 de outubro de 2014

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Vídeo: Inequação do 1º grau

Após verificar um grande número de acessos ao post das "Inequações do 2º grau", resolvi pesquisar e fazer novas postagens de vídeos envolvendo conteúdos de Matemática.

Como postei as inequações de 2º grau, agora, mesmo que na ordem inversa, estou postando as inequações do 1º grau para complementar o assunto.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

10 Melhores Blogs de Educação - Faculdade.net


http://www.faculdade.net/blogs-de-educacao

Semana passada fiquei muito feliz ao descobrir que o "Utilizando as Mídias na Educação" foi listado pelo site Faculdade.net entre esses 10 blogs.

É muito gratificante ver nosso trabalho ser reconhecido, ainda mais ao lado de pessoas, como Cybele Meyer e Gládis Leal, que são referências para minha prática. 

Meu objetivo, e acredito que de todos os "professores blogueiros", é compartilhar descobertas, interagir e poder de alguma forma auxiliar e/ou aprender com colegas e/ou alunos através do conteúdo disponibilizado pelo blog.
Clique AQUI e confira a matéria na íntegra.

Fonte: http://www.faculdade.net/blogs-de-educacao,visitado em 01/10/2014

sábado, 6 de setembro de 2014

Entrevista com Priscila Gonsales

Estou reinaugurando um cantinho do meu blog que considero muito especial e que estava meio esquecido. Um espaço onde convido pessoas queridas e competentes que influenciaram e influenciam minha formação como profissional da Educação e que, da mesma forma, possam auxiliar a todos os leitores do "Utilizando as Mídias na Educação"

Minha convidada dessa vez para o "Cantinho das Entrevistas" é minha amiga Priscila Gonsales.






Fellow Ashoka desde 2013, máster em Educação, Família e Tecnologia pela Universidade Pontifícia de Salamanca – Espanha, cursou Design Thinking no Centro de Inovação e Criatividade da ESPM-SP, tem pós-graduação em Gestão de Processos Comunicacionais pela ECA-USP e graduação em Jornalismo. Co-fundadora e Diretora-executiva do Instituto Educadigital, atua na área de educação e tecnologia desde 2001



Fernanda Tardin: O que são Objetos Digitais de Aprendizagem – ODAS’s?

Priscila Gonsales: São recursos educativos produzidos para uma finalidade de aprendizagem, geralmente um determinado conteúdo ou desenvolvimento de habilidades e competências cognitivas. Normalmente são disponibilizados na Internet para acesso. No site Escola Digital o educador pode fazer uma ampla busca de ODAs por tipo de mídia, disciplina, temas, dentre outros filtros. Vale destacar nesse site a opção “Para Criar” que reúne uma série de sites/ferramentas que permitem a criação pelo usuário.


Fernanda Tardin: Em sua opinião qual é o papel dos recursos digitais no processo de ensino-aprendizagem? E quais os maiores desafios da Educação na Cultura Digital?

Priscila Gonsales: Com intencionalidade pedagógica, qualquer recurso – digital ou não – pode ser utilizado no processo de ensino e de aprendizagem. Como hoje temos presente em nossa sociedade uma cultura digital, que permite a todas as pessoas criarem e compartilharem informações, conhecimento e cultura, é fundamental que consideremos aprendizagens novas e próprias dessa cultura: pesquisar e avaliar informações, colaborar e se comunicar, publicar e tornar-se autor. Professores e alunos precisam produzir mais seus próprios recursos e consumir menos recursos prontos – de editoras, de empresas de software.

Fernanda Tardin: Quais orientações você daria para os professores que querem utilizar esses recursos obtendo resultados significativos?

Priscila Gonsales: Nesse contexto, a pesquisa TIC Educação 2013 trouxe pela primeira vez um dado muito interessante sobre uso de conteúdos digitais que mostra uma tendência de conquistar autonomia na preparação de aulas e atividades.  Na rede pública, 96% dos professores usam recursos educacionais disponíveis na Internet para preparar aulas ou atividades com os alunos. Os tipos de recursos mais utilizados são imagens, figuras, ilustrações ou fotos (84%), textos (83%), questões de prova (73%) e vídeos (74%). O uso de jogos chega a 42%, apresentações prontas, 41%, e programas e softwares educacionais, 39%.
A pergunta que fica é: Será que esses recursos digitais estão sendo usados em novas metodologias e práticas ou ainda reproduzem o formato de transmissão centralizada? Um ponto que a pesquisa destaca é a baixa quantidade de publicações de recursos educacionais por professores, ou seja, profissionais que são autores de conteúdos educacionais e que compartilham na rede. Apenas 21% dos professores de escolas públicas já publicaram na Internet algum conteúdo educacional produzido para utilizar em suas aulas ou atividades com os alunos.
A orientação que eu daria é planejar. Listar os objetivos que deseja alcançar e traçar possibilidades de acompanhamento desse processo, sem esquecer detalhes como: Houve entrosamento do grupo? Aumentou a motivação e a colaboração? Se a produção escrita é parte importante do trabalho, em que momento ela pode aparecer? É possível integrar com alguma outra disciplina? E, claro, registrar e registrar.
Aprender a pesquisar, por exemplo, é uma aprendizagem muito importante, dada a quantidade de informação disponível online. É, também, fundamental aprender a avaliar um site, a comparar informações. Outra aprendizagem é o uso responsável da tecnologia e como construir uma identidade digital coerente com o que se pensa e se pratica.

Fernanda Tardin: Qual a sua opinião em relação à formação tecnológica dos professores nos dias de hoje?

Priscila Gonsales: Existe um abismo muito grande entre as faculdades de licenciatura e pedagogia e a questão do uso pedagógico das tecnologias digitais. Futuros professores precisam acompanhar ações interessantes em escolas que já estejam acontecendo. Precisam participar de eventos de tecnologia e inovação, mesmo que não estejam totalmente relacionados à educação. Buscar refletir como praticar os preceitos dos grandes educadores como Paulo Freire, Anísio Teixeira, Freinet e tantos outros, nos dias de hoje.
É preciso valorizar o professor como autor de seus projetos e materiais pedagógicos. Valorizar as trocas entre professores também é importante. Elas são muito eficazes para resolver desafios cotidianos de sala de aula. Outro ponto é estimular o uso de Recursos Educacionais Abertos (REA): vídeos, textos, jogos, sites, dentre outros que estão disponíveis online por meio de uma licença aberta, que permite a livre cópia, distribuição e adaptação conforme a demanda e o contexto da escola.

Fernanda Tardin: Fale um pouco sobre sua experiência no Instituto EducaDigital:

Priscila Gonsales: O contexto atual, não só no Brasil, mas em todo o mundo, envolve o desafio de integrar – ou mais efetivamente, impregnar – as tecnologias digitais ao currículo de forma qualitativa e trazer de fato a cultura digital para a escola e demais espaços de aprendizagem (sejam eles formais ou informais). Desafio esse que passa, em primeira instância, pela formação inicial e continuada de docentes e, simultaneamente pela incorporação de tendências que já fazem parte do cotidiano da sociedade conectada, tais como: personalização de uso, práticas colaborativas em redes digitais, adoção crescente de celulares e computadores móveis, e preferência por softwares livres e conteúdo aberto.

Desde 2010, o Instituto Educadigital tem desenvolvido estudos, pesquisas, formações e projetos focados no uso pedagógico da Internet a partir de práticas educativas inovadoras, que valorizem a atividade reflexiva, atitude crítica e a conquista da autonomia, visando o desenvolvimento pleno do ser humano.

Nossa especialidade é a concepção e o planejamento de ações e projetos de cultura digital na educação a partir de cinco áreas estratégias que se inter-relacionam de acordo com o foco do projeto ou da iniciativa a ser desenvolvida.  São elas: 

Educação Aberta – essa é a nossa causa, ou seja, acreditamos na partilha de boas ideias, conteúdos e informações que a cultura da Internet traz, marcada pela colaboração e pela interatividade. 

Design Thinking para Educadores – abordagem centrada nas pessoas que busca soluções inovadoras por meio da cocriação de ideias.
Formação e Facilitação Pedagógica – formar educadores significa estimular a autonomia, a reflexão e a troca de experiências sobre a prática docente.

Gestão e Curadoria – planejamento e execução de projetos e eventos educacionais coerentes com nossa proposta de atuação.
Comunicação em Redes e Narrativas Digitais – apoiamos outras ONGs, organizações e empresas a planejar seus processos de comunicação por meio de linguagens multimídias.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...